quarta-feira, 8 de outubro de 2014

Cheesecake


Cheesecake: que não vai ao forno, que é fresco e o mais importante, super saudável. 
Não me parece que seja necessário dizer mais nada.


Não tenho grande coisa a dizer sobre cheesecake, nem sobre este cheesecake em particular. Apenas que nunca o tinha feito antes. Andava com vontade de inventar uma sobremesa super saudável, muito fácil e acessível, e fundamentalmente deliciosa - sem sabores artificiais ou gelatinas para ocupar o espaço de outras coisas boas (sem descrédito à gelatina, que eu adoro de paixão).


Tenho andado numa de pesquisar receitas vegetarianas, vegan ou até mesmo crudíveras (tudo cru), e curiosamente saí-me com este cheesecake que não é  nada disso. Mas a inspiração ficou: estas pesquisas tornam-se uma parte fundamental do que tento desenvolver aqui no blog, das receitas que vos trago e das minhas escolhas pessoais Aprendo imenso sobre ingredientes novos e novas perspectivas do mundo, o que se reflecte (penso eu) nas minhas receitas.

É curioso pensar que há quase 1 ano, quando criei este blog, as minhas preocupações eram algo diferentes - as minhas pesquisas eram mais direccionadas a certos ingredientes ou pratos em particular, e agora alarguei os horizontes e decidi aceitar o que de mais diferente se faz.


As minhas prioridades em relação ao blog também mudaram - se há uns tempos pensava que a publicidade seria a minha porta de entrada, aprendi também que não tenho feitio para me submeter a certas coisas; que não são precisos muitos likes no facebook (sim, eu sei que os peço) para ter sucesso ou criar novos projectos - o meu blog tinha ainda poucos meses quando recebi o convite da Beauti

Por agora quero desfrutar das coisas boas que o blog me proporciona, o que tiver de acontecer acontecerá com tempo. Fundamentalmente este blog serve para exorcizar a minha frustração máxima de não fazer da cozinha a minha profissão, e organizar o meu tempo, fazendo coisas de que tanto gosto - cozinhar, fotografar e escrever.

E quando se criam maravilhas como este Cheesecake, cozinhá-lo, fotografá-lo e escrever sobre ele dão-me ainda mais prazer.



Cheesecake

Ingredientes para um cheesecake pequeno (forma redonda de 18 cm)




Base
75g de flocos de aveia moídos
4 tâmaras demolhadas (cerca de 6 horas)
2 colheres de sopa de Becel
20g de flocos de aveia inteiros



Pré-aquecer o forno a 180ºC
Num processador (1-2-3), trituram-se as tâmaras escorridas; quando estiverem meias desfeitas, junta-se a Becel e continua-se a triturar até se obter um creme. Numa taça mistura-se a aveia triturada com os flcos inteiros e adiciona-se o creme de tâmaras - amassa-se bem, até se obter uma bola homogénea. Transferir para a forma, e pressionar muito bem para fazer uma base. 
Levar a base ao forno, por 15 minutos. Desligar o forno e deixar a base arrefecer por completo.



Recheio
300ml de queijo quark, com baixo teor de gordura
100ml de natas ácidas
Raspa de 1 limão
2 colheres de chá de sumo de limão
1 colher de chá de stevia
1 colher de chá de amido de milho
6 colheres de chá de xarope de ácer
4 colheres de sopa de manteiga amolecida 



Começa-se por bater a manteiga amolecida com a stevia e o amido de milho até se obter um creme. Sem deixar de bater, adiciona-se gradualmente o xarope de ácer, as raspas e o sumo de limão. Por fim, junta-se o quark e as natas ácidas, e bate-se por uns 3 minutos, até se obter um creme forte.´
Coloca-se o creme por cima da base - para evitar bolhas de ar, bate-se com a forma sobre a bancada - umas 3 pancadas serão suficientes.
Levar ao frigorífico durante uma noite. Para que depois seja mais fácil de desenformar, levar a forma ao congelador por 30 minutos, e só depois desenformar.



Cobertura
200g de mistura de frutos vermelhos congelados
3 colheres de chá de stevia





Num tacho misturam-se os frutos vermelhos com a stevia; leva-se a lume brando, até que os frutos se desfaçam. Deixar arrefecer por completo antes de cobrir o cheesecake.








Depois de desenformar o cheesecake, cobre-se com os frutos vermelhos. Servir de imediato, em fatias generosas e cheias de sabor


Follow A OVELHA NEGRA

12 comentários:

  1. É a minha sobremesa preferida, adoro essa cobertura
    Ficou lindo.
    bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada São :) Comi muito cheesecake nos EUA, daqueles decadentes só com coisas que fazem bem à alma. Esta versão é mais leve, mas igualmente deliciosa!

      Eliminar
  2. Como posso substituir o xarope de ácer?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Utilizei o xarope de ácer porque tem um sabor mais forte, quase caramelo e que anula a adição de baunilha que algumas receitas indicam (que não gosto).
      Pode então substituir-se o xarope de ácer por 5 colheres de sopa de açúcar fininho

      Eliminar
  3. Também nunca tinha feito cheesecake até uns tempos atrás, agora já fiz dois, um de mirtilo e um de morango, sempre com a mesma receita, e gostei muito :) Nunca provei nenhum sem ser esses (se bem que uma altura encomendei um cheesecake para uma festa e as rapariguinhas do café asseguraram-me que era mesmo cheesecake, mas não fiquei convencida, era mais uma tarte com morangos esquisitos e pegajosos por cima!). Por acaso já pensei na potencialidade saudável do cheesecake (até já fiz uns minis há imenso tempo, agora que me lembro, que eram light ou assim para a minha mãe e avó), porque o queijo creme magro até dava (apesar de não ser a melhor coisa do mundo, claro). Mas normalmente nem são muito más, claro que tem natas ou isso mas é leitinho hahaha :) . Estou a brincar, mas acabaste de mostrar que há alternativas :). Não me dei muito ao trabalho de tentar, porque quando quero coisas saudáveis são mais tipo lanches consistentes (crepes de polvilho, fluff de claras, papas de aveia, esse tipo de coisas) e não sobremesas, porque não vou andar a comer cheesecake todos os dias (até porque já se sabe que não seria assim tão bom nutricionalmente). Mas eu percebo a ideia de "aligeirar" uma sobremesa, claro, e esse cheesecake parece meeesmo bom :) Essa foto aí aberta mostra uma textura mesmo perfeita!
    Mas olha, caso tu não saibas, os cheesecakes já são saudáveis. Ah pois, novidade? É que tem bolachas digestivas de aveia. As bolachas têm 40g de açúcar por 100g e juntam-se com um quilo de manteiga? Não interessa, são digestivas. Tem fibras. Os médicos mandam comer fibras. Hahaha :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ai Avelã dás cabo de mim e pões-me a rir! Eu adoro sobremesas, doces e eu é a melhor história de amor de sempre (bem a minha com o meu namorado também, não vá ele ler isto e ficar com ciumes :p). Por isso alternativas saudáveis para as sobremesas de sempre são sempre bem vindas. Nunca tinha feito cheesecake, mas já tinha comido daqueles verdadeiros, mesmo bons nos EUA (no cheesecake factory, aquele restaurante em que trabalha a Penny do TBBT, conheces?) ehehe. E fiz este e vai que gostei. A textura é tipo, incrível!
      Para os lanches replico os meus pequenos-almoços: panquecas, bites de aveia, granola, barras de cereais, etc etc
      Bolachas digestivas são uma mentira enorme! Eu já nem leio rótulos para não me evervar. Oh mas a aveia tem imensa fibra, e é super versátil e doce e tal :)

      Eliminar
  4. Sabes que mais?? Acabei de dar uma cabeçada no monitor!! Estas fotos são demasiados reaisssss! hahaahahahah
    Que coisa booooa! Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :) Uau Isabel, esse é o melhor elogio! Obrigada!

      Eliminar